UMA CASA PAULISTANA COM

CLIMA DE FÉRIAS O ANO TODO

No quintal tem muito verde, jaboticabeira e rede sempre esticada. Lugar que convida a ficar com os pés no chão.

Depois da reforma, a casa no urbano bairro paulistano do Morumbi, ficou assim, com jeito de férias o ano inteiro.

Projeto de Renata Cafaro. Fotos: Mariana Orsi

A34---Renata-Cafaro---Morumbi-(32)
Encarar uma reforma em uma casa construída há 30 anos, não é tarefa pra qualquer um. É preciso disposição para enfrentar problemas que chegam sem aviso prévio. “A gente nunca sabe se vai encontrar uma coluna, ou um cano ao derrubar uma parede”, explica a arquiteta Renata Cafaro, responsável pela corajosa reforma que durou 18 meses na casa localizada no bairro do Morumbi, em São Paulo. O desafio da empreitada foi justamente o que atraiu a arquiteta.
A7---Renata-Cafaro-BX---Morumbi-(7)
“O que mais me agrada é o fato dos proprietários comprarem a ideia de manter e exaltar a arquitetura original. Normalmente eles diriam: ‘vamos demolir e começar do zero’”, reflete Renata. Segundo a arquiteta, o projeto contemporâneo  e atemporal com muito concreto aparente, a boa distribuição dos espaços internos e a sólida estrutura, facilitaram o trabalho de adaptação.

 

RENATA 1

Fechada por um bom tempo e sem manutenção, os interiores e a fachada da casa concentraram as mudanças. As áreas molhadas ganharam novos revestimentos, as esquadrias de madeira foram substituídas por PVC, e nas áreas sociais o assoalho em madeira jatobá foi recuperado. A fachada que antes exibia um jardim frontal, aberto para a rua, ficou mais privativa e segura com um muro alto.

A19---Renata-Cafaro---Morumbi-(19)-(800x533)

A17---Renata-Cafaro---Morumbi-(17)

 A62---Renata-Cafaro---Morumbi-(60)
Ponto alto do imóvel, o enorme jardim que cerca a construção localizada em uma esquina, foi valorizado e as aberturas, agora maiores, permitem que seja apreciado a partir de todos os ambientes. Para a decoração, a opção foi não se prender a um estilo e sim misturar todos. Inspirada pelo concreto aparente, a arquiteta manteve os tons de cinza e branco, complementado por madeira. “A decoração também deveria ser atemporal, por isso misturamos móveis modernos com antigos, misturamos tudo, e deu certo! Essa mistura de estilos e cores, foi tudo balanceado e harmonicamente. É uma casa de cidade com cara de férias”, conclui Renata.

RENATA 2

RENATA 3

Copyright by Mix Editores Associados